A missão ao tempo do coronavírus

por André Guerra

Portas fechadas, mas corações abertos. O Centro PIME de Milão, na Itália, lançou este lema nos últimos dias para acompanhar a evolução da situação do coronavírus. A Itália foi duramente afetada pelo vírus e Milão, onde fica o Centro Missionário do PIME, é uma das cidades onde a batalha contra o vírus parece mais dura e mais desafiadora. O centro fechou e as atividades foram suspensas, até as missas, celebradas pelos padres que moram no centro, são transmitidas pela internet.

“Estamos na frente de um evento que está mudando a nossa vida, como a samaritana foi na frente de Jesus e Ele conseguiu mudar a vida dela. A presença de Jesus ajuda pra entender que sempre a vida vence”, disse o padre Mario Ghezzi, diretor do Centro de Milão e missionário no Camboja por 11 anos. “Também nós fechamos as nossas portas, como sinal de responsabilidade. Mas fechar as portas não significa fechar os corações. Então, as atividades continuarão pela internet. Primeira coisa, cada dia nós colocaremos na nossa página Facebook um comentário ao Evangelho do dia, feito por um padre do PIME que mora no exterior. E continuaremos contando as histórias das nossas missões”, adicionou o padre Mario.

Várias igrejas na Itália estão se organizando nesses dias para usar as redes sócias e os meios digitais para o “trabalho pastoral” e fazer com que os fiéis se sintam ainda perto das comunidades. Missas, orações, testemunho e comentário na internet, além das celebrações do Papa Francisco e dos vários Bispos, como sinal da proximidade da igreja particular e dos padres a todas as famílias.

Inscreva-se e receba a newsletter

[dinamize-form 404 "Not Found"]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *