Mianmar: Cardeal Bo apela aos jovens promover a não-violência

O cardeal Charles Bo, exortou aos jovens a continuar na busca de um caminho pacífico para restaurar a democracia no país

(credit: Mondo e Missione)

O cardeal Charles Bo, exortou aos jovens a continuar na busca de um caminho pacífico para restaurar a democracia no país. Mianmar está em turbulência após um golpe militar no mês de fevereiro.

“O vosso é um movimento nacional, baseado nos valores da democracia, não-violência, equidade e solidariedade, e busca trazer justiça para todos”, disse o cardeal Bo aos que lideram o movimento pró-democracia.

Cardeal Charles Bo

O cardeal Bo, presidente da Federação das Conferências Episcopais da Ásia, elogiou a contribuição histórica dos jovens ao país em uma declaração em 24 de março.


LEIA MAIS: OS BISPOS DO MIANMAR LANÇAM UM APELO PARA A PAZ E O FIM DAS VIOLÊNCIAS


Apelo do cardeal Bo contra violência

O apelo vem em um momento em que o número de mortos diários continua a aumentar no país do sudeste asiático, enquanto os militares intensificam a ação letal para suprimir os manifestantes pró-democracia.

“Mais uma vez, apelo a vocês para que sejam pacíficos e estratégicos para evitar confrontos e perdas de vidas”, disse o líder católico Bo.

De acordo com a agência Ucan News, pelo menos 275 pessoas foram mortas desde o golpe de 1º de fevereiro, de acordo com a Assistance Association for Political Prisoners (Associação de Assistência a Prisioneiros Políticos).

Uma menina de sete anos morta em sua casa pelas forças de segurança em Mandalay, a segunda maior cidade de Mianmar, em 23 de março, é a vítima mais jovem até agora na repressão sangrenta.


LEIA MAIS: PADRE ESTÊVÃO É ENVIADO AO MYANMAR EM MISSA NA CATEDRAL DE CARATINGA


Solidariedade da Igreja no Brasil

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), junto à Comissão para a Ação Missionária e Cooperação Intereclesial e a Ajuda à Igreja que sofre (ACN), promovem um Dia de Oração dedicada à paz no Mianmar.

Segundo a notícia divulgada pelo site, O Dia de Oração faz parte de um primeiro passo de uma série, na qual se sublinha o valor da oração como “agir missionário”.

Conforme o padre Daniel Rocchetti, assessor da Comissão para a Ação Missionária e Cooperação Intereclesial da CNBB, a iniciativa se realiza num dia significativo, o dia primeiro de cada mês em memória de Santa Teresinha, padroeira das missões.


seu apoio vale muito, assine a revista Mundo e Missão


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *