Papa apela pela paz sobre o conflito Palestina-Israel

O Santo Padre, durante a oração da “Regina Coeli” do domingo 16 de maio, apela pela paz sobre a situação atual do conflito Palestina-Israel

O Santo Padre apela pela paz sobre a situação atual do conflito entre israelenses e palestinos. Durante a oração da “Regina Coeli” do domingo 16 de maio, Papa Francisco expressou a sua preocupação e disse que essa violência é uma ferida à fraternidade da humanidade:

Numerosas pessoas foram feridas e muitos inocentes morreram. Entre eles estão as crianças, e isto é terrível e inaceitável. A morte delas é sinal de que não se quer construir o futuro, mas se quer destruí-lo. Além disso, o aumento de ódio e violência que está envolvendo várias cidades em Israel é uma ferida grave para a fraternidade e a convivência pacífica entre os cidadãos, que será difícil de curar se não houver uma abertura imediata para o diálogo. Eu me pergunto: aonde o ódio e a vingança vão levar? Pensamos realmente que podemos construir a paz destruindo o outro?

Conforme ao Vatican News, Segundo algumas fontes, os mortos no conflito entre Israel e palestinos podem ter chegado a 200. Os feridos são centenas. Entre as vítimas, também dezenas de crianças e mulheres.

O Santo Padre lamenta pela morte das vidas inocentes sobretudo das crianças e apela para aqueles que têm papéis de “responsabilidade” a fim de fazer cessar o ribombar das armas.

Papa Francisco exortou a necessidade de rezar incessantemente pela situação e apelou de encontrar o caminho do diálogo e do perdão entre os israelenses e palestinos, para serem pacientes construtores de paz e justiça, abrindo-se, passo a passo, a uma esperança comum, a uma coexistência entre irmãos.


LEIA TAMBÉM: ALÉM DOS ESTEREÓTIPOS


De acordo com a publicação da UNICEF, a diretora Henrietta Fore, afirma que desde semana passada “pelo menos 55 crianças no Estado da Palestina e 2 crianças em Israel foram mortas.”

Ela comenta que o medo e a destruição estão aumentando em ambos os lados, disse que em Gaza, escolas foram destruídas, casas e escritórios foram destruídos e famílias inteiras foram deslocadas e em Israel, escolas, casas e edifícios também foram danificados.


seu apoio vale muito, assine a revista Mundo e Missão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *