Pe. Ferronato, uma vida pela Amazônia

ferronato-padre-sorrindo

Na casa dos missionários idosos de Rancio di Lecco – Itália, faleceu o padre Alfredo Ferronato, missionário do PIME de 92 anos, que viveu seu apostolado entre Manaus e Parintins por mais de 40 anos.

O missionário, nos mostrou com grande alegria como deveria ser uma vida dedicada pela Amazônia.

O padre Alfredo Ferronato, missionário de 92 anos que dedicou parte da sua vida nas comunidades da Amazônia, faleceu no dia 07 de novembro no lar para idosos missionários do PIME, em Rancio di Lecco – Itália.

Já em 2014 ele havia retornado à Itália por motivos de saúde, e nas últimas semanas seu estado piorou gradativamente.

Uma vida dedicada pela Amazônia

Padre Alfredo nasceu em 3 de novembro de 1929 em Rosà (Vicenza). Ingressou no Seminário de Monza aos 14 anos para sua formação missionária e concluiu seus estudos teológicos nos Estados Unidos, obtendo também um diploma em Pedagogia (Educação).

Ordenado sacerdote em 26 de maio de 1956, passou os primeiros anos do seu ministério nos Estados Unidos, empenhando-se na pastoral e na formação e, sobretudo, na animação vocacional missionária.

Em 1976 foi então enviado ao Brasil, onde exerceu seu apostolado na Amazônia entre Parintins e Manaus até 2014.

Das muitas cartas dirigidas a superiores, familiares e amigos, destaca-se a sua paixão pela ajuda aos pobres (pela qual se comprometeu envolvendo amigos e conhecidos italianos e americanos) e pela comunhão e harmonia com o clero com quem trabalhou em terras Amazônicas.


LEIA TAMBÉM: O QUE NÃO POSSO MANTER EM SEGREDO


Aberto, sincero, direto, não deixou de mostrar uma ironia sutil em seus escritos. Mas, acima de tudo, se caracterizou pela humildade, realismo, obediência e vontade de servir a missão, como emerge da carta ao então Vigário Geral, Padre Trobbiani, por ocasião de sua destinação:

“… Foi com grande prazer que recebi a sua carta de 18 de fevereiro, na qual propunha meu destino à missão de Parintins. Estou muito feliz com a proposta e mais feliz porque você me considera capaz de me adaptar ao trabalho em Parintins apesar dos meus 46 anos … ”

O funeral do Padre Alfredo foi celebrado em Rancio di Lecco, em 8 de novembro. Os seus restos mortais irão repousar no cemitério do PIME de Villa Grugana em Merate (Itália).

Por Redação Mondo e Missione, adaptação e redação Mundo e Missão

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *