Equador – A natureza e o homem

O
Equador é um país em via de desenvolvimento e de economia rural. Sua riqueza principal é o petróleo no subsolo de sua reduzida porção amazônica. Ainda que seja um país socialmente pobre, a vida política transcorre em relativa tranquilidade. Aqui a história não deixou vestígios importantes, exceto o registro de uma breve presença incaica, como atestam algumas ruínas em Ingapirca, na província de Cañar. Belas e interessantes são: a capital Quito, a cidade de Cuenca e, parcialmente, a cidade maior, Guayaquil,  que oferece um agradável passeio ao longo do rio Guaya (o Paredão) e o que resta do antigo subúrbio na colina.

CHIMBORAZO

O que torna interessante o Equador é sua natureza, em toda parte viçosa e verdejante. Extensos vales cultivados de cereais como a quinoa, o milho; legumes como a cenoura; e frutas tropicais como banana, manga, papaia. Além disso, constituem um cenário fascinante os panoramas dos vulcões: Cotopaxi (que domina Quito), Cayambe, Tungurahua e Chimborazo, em cujos declives grupos de vicunhas pastam livremente. Belas são também algumas propriedades jesuíticas, transformadas, ao longo do tempo, em casas de fazendeiros e, em seguida, em restaurantes ou pequenos albergues. Aqui ainda se respira a atmosfera do tempo que se foi.

 

As Ilhas Galápagos, em pleno Pacífico, ficaram famosas depois que Darwin, o célebre naturalista inglês, revelou ao mundo a particularidade da sua fauna sazonal e em parte endêmica. Trata-se de uma área natural protegida, visitada apenas por, no máximo, dez mil turistas por ano, para evitar todo tipo de poluição e para conservar o habitat primitivo, o que nem sempre acontece. Quem possui um interesse naturalista especial e aí permanecer por alguns dias, poderá ver albatrozes, fragatas, iguanas marinhas, focas em suas areias. É o que fazem os documentaristas de TV do mundo todo.

Publicado na Revista Mundo e Missão de setembro 2017
Telefone: (11) 5549-7295
Fax: (11) 5549-7257
Rua Joaquim Távora, 686
04015-011 Vila Mariana, São Paulo - SP