Paróquia São Francisco Xavier, Vila Missionária: meio século de evangelização

O pároco padre Salvatore Cardile e o Superior Regional do PIME Brasil padre Pedro Facci, celebraram a missa para comemorar os 50 anos da fundação da paroquia São Francisco Xavier, na Vila Missionária, na cidade de São Paulo

por André Guerra


Numa igreja quase vazia, por causa das medidas para enfrentar o coronavírus, o pároco padre Salvatore Cardile e o Superior Regional do PIME Brasil padre Pedro Facci, celebraram a missa para comemorar os 50 anos da fundação da paroquia São Francisco Xavier, na Vila Missionária, na cidade de São Paulo. Exatamente meio século atrás, no dia da solenidade dos Santos Pedro e Paulo, a Cúria Metropolitana de São Paulo ergueu a paróquia, nascida por uma intuição dos missionários do PIME que vieram da Itália.

“Tudo começou em 1961, quando os missionários do PIME decidiram comprar uma fazendinha que existia logo depois da atual R. Domênico Anibal: este terreno devia servir para as obras da igreja e para a moradia de tantos migrantes que estavam chegando de Minas Gerais, Bahia e de vários outros lugares”, recitam as notas histórica oficiais da paróquia. “Devia chamar-se Vila Serena mas, por óbvios motivos, chamou-se Vila Missionária. Os primeiros lotes começaram a serem em parte vendidos e em parte quase que doados em 1965, quando também os padres construíram sua primeira sede na atual Rua Francisco Ferreira, passando em seguida à Rua Papa Gregório, onde atualmente há a sede da Veleiros. Em 1967 chegaram as Irmãs Missionárias da Imaculada, ainda presentes, que se doaram com total espírito missionário, de doação e de atenção aos pobres e às famílias”.

https://www.facebook.com/watch/?v=367326544240986

Primeiro pároco foi o Pe. Aldo da Tofori. Padre Pedro Facci o lembrou durante a sua homilia e na sua mensagem vídeo para os fiéis da paróquia: “O padre Aldo, mesmo dentro de grandes dificuldades econômicas, teve este grande sonho, e fez um investimento que se tornou uma profecia realizada. Comprou terreno numa área que era floresta, que virou um grande bairro que tem um nome que é um programa de vida. Nenhum bairro no mundo tem este nome tão bonito. Um nome que é um desejo da igreja toda ser missionária. Dentro do livro do Teodoro Negri, ‘O Bom Pastor’, está escrito: ‘O padre Aldo conseguiu com muito esforço e dedicação, pensando só no bem do seu povo. O relacionamento dele com os fiéis foi sempre o de pai para filhos’. Por isso, celebrar estes 50 anos é lembrar de homem e mulher, como não lembrar as Irmãs da Imaculada, que tiveram vontade de se doar, de viver sempre um amor concreto a Jesus e a missão”. Adicionou o padre Pedro Facci: “Que possamos todos nós viver este espirito missionário e que desta comunidade possam surgir vocações para deixar tudo e evangelizar o mundo inteiro, levando a Boa Nova”.

“Tomei posse desta paróquia um ano e meio atrás e recebi toda esta herança linda que os paroquianos e os tantos padres que passaram, cada um colocando um pedaço da vida dele, nos deixaram. Hoje a nossa comunidade é uma realidade linda que está se tornando sempre mais luz entre as trevas”. Por causa da pandemia da Covid-19 o programa dos festejos foi adiado: “Os festejos são muitos reduzidos, mas vamos recuperar e realizar festejos que sejam dignos destes 50 anos da nossa paróquia”, disse o padre Salvatore. O novo cronograma das celebrações para os primeiros 50 anos de vida da paróquia deveria começar no mês de dezembro e terminar no mês de junho de 2021.

Aqui a mensagem que o Bispo da Diocese de Santo Amaro, dom José Negri, missionário do PIME, mandou aos paroquianos para celebrar este aniversario.

Inscreva-se e receba a newsletter

seu apoio vale muito, assine a revista Mundo e Missão

2 Comentários

  • Carlos Berlini Publicado em 2 de julho de 2020 16:59

    Fui paroquiano da São Francisco Xavier, desde 1974. Ainda me lembro da antiga igrejinha de madeira que o querido Padre Aldo construiu. Meu pai, Antonio Berlini, foi seu sacristão e funcionário da Casa dos Padres. Me tornei um seminarista do PIME (contemporâneo de Padre Carlinhos, Padre Toninho, Padre Miranda) em 1978 e meu porto seguro sempre foram as orações e a fé do povo desta Paróquia. Quando retornei a SP anos depois após sair do Seminário, foi nesta Paróquia a casa onde fui acolhido, tal qual como quando me despedi. Seu grupo dos então Jovens, até hoje se reunem como amigos. Hoje somos pais e avós, mas foi ali: na Igreja da Vila Missionária, que nos criamos e nos fortalecemos na fé, para cumprir nossa vocação de Missionários onde que que estejamos e façamos. Parabéns a todos os amigos paroquianos e aos Sacerdotes que por lá passaram, fiéis ao empenho de Padre Aldo Da Tofori ao erigir essa Santa Comunidade.

    • Editora Mundo e Missão Publicado em 13 de agosto de 2020 11:41

      Muito obrigado pela partilha e pelo seu depoimento, continuamos rezar pelas vocações missionárias.

Adicionar Comentário

Seu endereço de e-mail está seguro conosco. Campos obrigatórios são marcados com *

Telefone: (11) 5549-7295
Fax: (11) 5549-7257
Rua Gregório Serrão 177
04015-011 Vila Mariana, São Paulo - SP